­

O Media Park como proposta de idéia para a Ciudad de Juarez, oferece uma intervenção fundamental em um território segregado, embora de valor estratégico.
A proposta de um projeto urbano: de potencial transformador, de integração do espaço e fonte de ações culturais e de educação é oportuno diante desta realidade tão divergente.
A leitura da situação atual sugeriu explorar simbolicamente a área escolhida até o limite de uma das divisas para realizar a transposição. Ou seja, ocupar o limiar da fronteira conduziria caminhos – passagens e travessias, ao invés de impor barreiras.
O prisma elevado da Midiateca libera o solo para o passeio público, referencia o espaço e compõe a quadra. A visual não é interrompida. O volume translúcido suspenso sobre poucos pontos de apoio confere essa transparência através de uma trama de estrutura metálica e vidro serigrafado. O trecho reservado para a projeção de imagens anima o foro ao ar livre. A circulação é privilegiada e as atividades coletivas em local aprazível são estimuladas: parque, skate park, graffiti park.
Informação e conhecimento também são acessíveis no Media Lab e Media Lounge. Estas infraestruturas enterradas não interferem na paisagem, mas conectam-se ao programa através dos fluxos gerados por passagens de comunicação contínua a todo conjunto.
O Media Park inserido neste contexto, reúne qualidades que atendem ao propósito de integração do entorno como grande equipamento urbano da cidade.



ficha técnica | institucional

local:
Ciudad Juarez, México
XIII Concurso Internacional Arquine
projeto:
2011